26 julho 2014

"Meu" Básico Nem Sempre É Seu Básico: O Que Faz Uma Peça de Roupa Ser Fundamental?

Não, esse post não começa com piadinhas envolvendo propagandas de "o que é básico para você?". Ele na verdade é uma coletânea de pensamentos e uma discussão que venho tendo comigo mesmo há algum tempo; logo, é mais próximo da organização do monólogo mental que já tive algumas vezes e o resumo do que procuro passar para amigas quando tento ajuda-las a reformular seus armários. A idéia geral é de que todo armário precisa de fundamentos, peças "básicas" que tornam mais fácil se vestir - peças que também precisam funcionar como condutoras quando necessário para a mensagem de um outfit nada básico, mas que ao mesmo tempo possam ser seu salva vidas quando você estiver no limbo da indecisão do que usar naquele dia.














"Eu tenho absolutamente nada para usar". Lizzie McGuire define sua manhã as vezes? 

Só que, antes de decidirmos o que é de fato básico para você, precisamos bater em duas teclas importantes que a maioria das listinhas de "peças que toda mulher deveria ter para seu armário" esquece:

  • Suas peças básicas são definidas pelo seu estilo de se vestir e pelo seu estilo de vida. Elas podem ser extremamente diferentes de uma pessoa para outra: um jeans para você pode ser a base para 100 outfits, mas para mim eu só uso jeans duas vezes por ano (isso se tiver chovido e minhas meias calças e calças coloridas estiverem lavando porque, se não, nem isso). 
  • Você deve ser tão apaixonada pelas suas peças básicas quanto pela peça mais extravagante do seu armário. Sim, aquele vestido maravilhoso que você usou uma vez na formatura do seu primo te fez sentir um misto de princesa Disney encontra Megan Fox, mas você deve encontrar uma cardigã que te vista tão bem e te faça sentir tão confortável quanto qualquer Princesa pós-armário-feliz-para-sempre merece. Acredito firmemente que a peça mais simples pode te fazer tão feliz ou mais que uma "para ocasiões especiais" e que você não deve aceitar menos do que isso: se é algo que usará tanto e tanto, que seja algo que te faça sentir especial todos os dias! Pois todos os dias são especiais e, quando você usa roupas que te fazem sentir assim, isso te deixa mais confiante para encara-los. 












Quais São as Peças Básicas de Um Armário? 


Que existem peças chaves, existem. Elas não precisam necessariamente serem lisas - texturas e detalhes interessantes são sempre bem vindos - mas pessoalmente acredito que uma cor única em uma peça fundamental torna-a mais "chave mestra" pelo simples fato de que torna combinações de cores mais simples quando você não quer ou não se sente confortável em brincar com a roda de cores.

Todas as mulheres do mundo se beneficiam de um armário que contenha:

  • Vestido de cor única
  • Camisetas neutras - uma clara e uma escura
  • Camisa/Blusa neutra
  • Saia neutra e/ou calça neutra
  • Cardigã
  • Casaco (se aplicável para a região onde você vive)
  • Sapatilhas
  • Sapatos de salto de tom neutro
  • Sapatos extra especiais
  • Bolsa para o dia-a-dia

Lista super curta, não? Mas percebam algumas coisas nela: em nenhuma momento defini que neutro é preto ou branco e não há uma definição especifica de silhueta. Por que? Porque eu, por exemplo, fico melhor usando tons de marfim do que de branco puro. E não gosto tanto de preto. E tem gente que prefere branco puro e o cinza escuro, ou outros que gostam de creme e azul marinho. Os seus neutros são definidos pelos tons que ficam melhor na sua pele e pela sua afinidade com eles. Listinha básica de Neutros Escuros Vs. Claros:

Neutros claros: Branco, off white, marfim, creme.

Neutros escuros: Preto, Grafite, Cinza, Azul Marinho, Marrom, Caramelo. 

Se você curte um estilo mais boêmio ou hippie chic, por exemplo, dificilmente preto se encaixaria no seu armário e acho complicado ver uma situação onde a "calça jeans skinny preta" se encaixaria no que você de fato usa. Seria infinitamente mais conveniente, no caso, optar talvez por uma calça de linho marrom, em um tom de terra que conversará bem com todas aquelas suas blusas estampas e bordadas e com seus queridos florais. Por outro lado, se você é uma super rockeira que coleciona mais sapatos pretos do que pode contar no seu armário, porque fazer do seu par de sapatos especiais também preto? Eles são os que irão dar uma vida diferente para o seu vestidinho também preto quando você quiser usa-lo de noite. Porque não, então, escolher um par que seja estampado e único? 

E por ai vai: se você tem um estilo mais romântico, talvez ache que sua saia neutra seja um tom de rosado antigo que irá desde suas camisas do escritório até aquela sua blusa de babados que gosta de usar para jantar com as amigas. E se as peças que você já tem mais no armário combinam melhor com um cardigã branco, por que diabos você investiria num preto? É necessário olhar para suas inspirações, o que você já usa, para poder definir a neutralidade de algo para você. Lembre-se: o propósito de uma peça fundamental é que ela combine com facilidade com o resto do seu armário, e não que ela destoe como um dedo roxo. Trabalhe com o que você já gosta do seu estilo para definir o que não pode faltar dentro dele

Ainda farei um vídeo especial, até o final de Agosto, mostrando as possíveis combinações - são infinitas, quase! - que podem ser criadas à partir dessa mini listinha.







Para mim isso pode ser um guarda roupa básico... quem sabe? Mas para você pode ser um pesadelo! Uma pessoa não é igual à outra, nosso estilo não deveria ser igual e por isso nossos básicos também não o são


Adaptação é a Chave:


Logo, já definimos que cores fundamentais em um armário nem sempre serão tão usáveis em outra. O próximo passo é conhecer seu corpo e saber o que funciona nele e como essa silhueta se encaixará no seu estilo. Ou seja: saber que qualquer estilo é adaptável para seu tipo de corpo, você só tem que ter cuidado com os cortes que uso e saber os pontos que gosta de valorizar em si

Se você curte uma onda mais pinup e sente que saias super rodadas não te valorizam por você ser muito auto consciente de uma barriguinha mais saliente, por exemplo, pode encontrar uma opção maravilhosa numa saia lápis. Já se você curte uma onda básica e sente que uma saia mais reta não faz nada pela sua silhueta mais retinha, talvez ache que a evasê é a peça dos seus sonhos para diversos estilos. O mesmo vale para tudo: o decote da camiseta que mais valoriza seu colo, o comprimento do cardigã. Embora eu nunca tenha escrito aqui sobre cortes que valorizam cada biotipo, essa é uma informação fácil de encontrar no Sr. Google e que pode te render dicas valiosas na hora de não se frustrar no provador. Tenha certeza: seu corpo é lindo e você não precisa muda-lo para poder usar as roupas do estilo que gosta. Só tem que saber adaptar: adaptar seu estilo ao ambiente e adaptar as peças ao seu corpo, não seu corpo as peças. 














Mas O Que É Fundamental, No Final Das Contas?


Para uma peça ser considerada fundamental e básica no seu armário, seguiria por algumas máximas:

  1. Tem que conversar com pelo menos 70% das peças com que poderia ir. Ou seja: uma camiseta básica terá uma cor e silhueta que pode ser combinada com aproximadamente 2/3 das saias e calças que você tem. Tudo bem não ir com tudo, mas tem que ir com quase tudo! 
  2. Fala algo sobre seu estilo. Minha blusa básica é uma marfim de renda que uso muito: ela tem o decote arredondado e é bem romântica e delicada. As vezes uso-a com calças, outras com saias. Toda vez que estou com ela, sinto que ela faz uma declaração sobre o que eu considero belo... E eu a uso muito. 
  3. É confortável. Porque se você usará a bendita quatro vezes por semana, é vital que se sinta "em casa" no tecido. 
  4. Valoriza seu corpo. Porque, como já disse, silhueta é tudo nessa vida e ela faz ou quebra um visual. Empenhe mais tempo procurando aquela peça chave que te serve perfeitamente, ao invés de se contentar com aquela bem mais ou menos que não te deixará tão feliz.
  5. Tem qualidade. Porque é importante investir numa peça fundamental? Porque você a usará muito, e no final das contas vale mais os R$50 reais na blusa que durará pelos próximos cinco anos do que os R$15 que você gasta em uma blusa que daqui há um ano só prestará para ficar em casa.
Lembre-se: use roupas que te façam feliz. Adapte você mesma para as situações, mas não se perca nelas. E se você acha que rosa vai com tudo ou que caveiras são o novo listrado, se jogue com consciência e torne isso sua marca: se for fiel à si mesma e cair bem, não tem porque dar errado. :)






Comente com o Facebook:

7 comentários

  1. Mari, mais um post inspirador e enriquecedor!!!! Parabéns e muito obrigada!!!!!!
    Bjus !!!!





    ResponderExcluir
  2. Mariii que incrível!!! Estou matutando agora de consigo fazer isso com as minhas peças ou se compro tudo jogado, sem pensar nas combinações! =( reformulando isso em 3, 2, 1! Obrigada pelas incríveis dicas! Saudades dos seus posta aqui no blog!!!

    ResponderExcluir
  3. Mari, eu gostei muito do post e estava pensando sobre isso nos últimos dias. As pessoas dizem que o básico é camisa branca e saia lápis preta e blazer, que todo armário tem que ter isso. Eu não uso nenhuma das 3 peças, pra que eu vou ter??
    Isso tbm acontece na maquiagem. Vi um vídeo de uma moça falando os produtos que toda mulher tem que ter e nele continha 5 batons: um rosa, um vermelho, um vinho, um laranja e um marrom. Se eu tivesse todos esses batons, eu só usaria o rosa, pq é o que eu gosto! Sinto que as pessoas só copiam o que falam na TV ou esquecem que nem todo mundo tem o mesmo gosto.
    Enfim, gostei muito do post ^^

    ResponderExcluir
  4. Adoro como esse post é bastante informativo e útil, mari!
    Sabe, analisando friamente, dá até pra pensar que são informações básicas e que qualquer pessoa com a mínima noção de consumo consciente esteja careca de saber disso tudo. Mas a verdade é que, na prática, é bem complicado ter esse tipo de disciplina e noção na hora de comprar roupas. É quase que como ter uma visão de águia para saber exatamente o que e onde comprar e eu acho isso particularmente complicado.
    Às vezes acho que a solução do meu guarda-roupas seja doá-lo todo e começar do zero! Fora que eu tenho a impressão que hoje em dia está cada vez mais difícil achar roupas básicas, neutras, com boa qualidade, bom caimento e corte que nos favoreça. Vejo que a minha mãe e a minha avó tem peças de excelente qualidade em seus armários com mais de 20 anos e que, além de serem atemporais estão inteiras até hoje! Agora vai tentar achar uma dessas? Não acha! E se acha, custam uma FORTUNA! Entendo toda essa relação custo/uso e que a roupa se paga com os usos, mas não dá pra dizer que mais de 200 reais por uma camisa clássica de seda seja uma quantia fácil de se despender, a menos não para mim, que não tenho lá um bolso muito abastado.
    E aí que até desanimo em sair para comprar roupas se nunca acho nada do meu gosto, exatamente como quero e com uma boa qualidade. Nem me lembro a última vez que saí no intuito de investir em alguma boa roupa para mim. É bem cansativo e frustrante... :/

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post e estou aguardando ansiosamente o post que vc mostrará as combinações que podem ser feitas. *-----*
    bjo

    ps: adoro seu estilo e me inspiro nele, acho feminino e fofo na medida certa. ♥

    ResponderExcluir
  6. Só um dos melhores posts que eu já li sobre estilo pessoal. somente.

    Mas sério, acho perfeito o jeito que você explicou que o básico de cada um é mais relativo ao estilo de cada um, levando em consideração gostos e tons de pele/cabelo, por exemplo, do que simplesmente "branco e preto são báááásicos", que tantos gurus da moda insistem em repetir.
    Isso me faz lembrar daqueles programas no qual mudam completamente o visual de uma pessoa, no geral não costumam levar o estilo dessa pessoa em consideração e, mesmo que ela fique bonita naquele programa, ou se sinta bem na primeira semana, ao longo prazo ela vê que não está sendo mais ela mesma, e provavelmente vai acabar voltando a se vestir como antes.

    Dicas tipo a sua fazem com quem tá insatisfeito com o armário atual consiga ir mudando de um jeito duradouro e pra melhor, e da melhor forma possível <3

    Das coisas que você colocou, uma me chamou mais a atenção do que o resto:
    "Você deve ser tão apaixonada pelas suas peças básicas quanto pela peça mais extravagante do seu armário"
    isso define tudo!
    é aquele sueter de lã delicada que eu vou usar todos os dias, com jeans ou com vestido e vou me sentir feliz. (exemplo real meu)
    é o que tem feito mais falta no meu armário, hahaha, agora já sei por onde começar.

    (já falei que amo teu blog?)
    ~Heidi

    ResponderExcluir
  7. Achei o texto lindo, Mari.
    Concordo com o que disse e acho fundamental a pessoa saber o que gosta e o que fica bem nela para poder escolher as peças básicas do armário.
    Beijos...

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 - marianasantarem.com.br - Todos os direitos reservados. LAYOUT E ILUSTRAÇÃO POR KÊNIA LOPES. PROGRAMAÇÃO POR SUGAR DANCE.