17 abril 2014

O Que A Mari Usaria: Primeiro Encontro

No último (e quase primeiro hehe) post que fiz com a proposta de mostrar outfits para uma situação, cada um abordando diferentes aspectos do meu estilo, deixei no final uma enquete perguntando se gostariam de mais artigos do gênero e quais situações são do interesse de vocês. Com uma diferença bem mínima, ganhou o tema "Primeiro Encontro". Antes de chegar até ele, só quero acalmar quem votou pela opção "Profissão: Professora": o próximo post desse tipo será voltado para essa pauta, já que foi tão acirrada a votação! Só depois disso abrirei uma nova enquete para escolhermos mais um tema.

Adorei que vocês "abraçaram" a idéia, pois é um exercício de criatividade para eu mesma e é delicioso bolar cada visual: além de poder brincar com as diversas vertentes da minha estética pessoal, também consigo inspirar a mim mesma a sair de algumas zonas de conforto. Espero que vocês também se sintam inspiradas!

Um oi para todo mundo que já passou pela situação bizarra do braço-por-cima-do-ombro no cinema. Pontos bônus se houve um momentão de tensão de gênero e ninguém sabia quem deveria colocar o braço pro cima de quem. Pontos bônus extra-extra se a pessoa tinha 1,80m e você 1,55m e você não alcançava o ombro. Não que isso já tenha ocorrido comigo. Muito. 

Agora, vamos lá: primeiros encontros. Acho que tenho que afirmar, antes de tudo, que sou uma pessoa meio fora da minha geração no que diz respeito a maneira com que levo meus enlaces de natureza romântica: não costumo me interessar em ter contatos físicos de uma natureza além da estritamente amigável com pessoas que não conheço ou por quem não tenho, ao menos, um despertarzinho de sentimentos. Como para gostar de alguém é necessário conhecer ao menos um pouco da pessoa, gosto de encontros que permitem com que eu converse com o alguém em questão. Me convidar para um café é uma boa escolha, já que é um ambiente onde é possível conversar de verdade - e, se houver uma sintonia de sentimentos e sensações, é fácil sair de um café e emendar um cinema, um jantar, um passeio em uma livraria, algo assim.

Pois é, a Mari é dessas que acha que se conhece muito mais alguém em uma livraria vendo livros, ou mostrando seus cds prediletos, do que em um ambiente que não permita conversa Se houver um café na minha mão, pode contar comigo também para me sentir mais a vontade e conversar por horas sobre séries, livros, a vida, o que for. Se houver de fato química entre nós, também pode contar comigo para beber mais de um café na pura ansiedade. Acontece.


                                             "Você gosta de mim?" "Defina 'gostar'." 

Em uma nota também pessoal, confesso que fico facilmente irritada em sair com alguém que não respeite meu espaço físico pessoal e meus limites. Embora seja muito carinhosa e uma pessoa touchy (qualquer amigo meu te contará que gosto de esmaga-los com abraço, amor e cafunés), sou bastante reservada quando estou começando a conhecer alguém quando pode haver outro tipo de relação. Simplesmente não me sinto a vontade de outra maneira e vou me abrindo aos poucos quando é assim; embora, claro, entendo perfeitamente - e as vezes até tenho uma leve invejinha - de quem não divide comigo esse tipo de sensação. Não é nem uma questão de romantismo, e sim de não me sentir a vontade. Para cada um, o que lhe convém!

Logo, imaginei aqui nesses outfits o tipo de situação que mais acontece comigo: um café, talvez seguido por cinema ou algo assim, com aquela pessoa que vem despertando o meu interesse. Sei que muitas talvez gostem de primeiros encontros em outros locais - como festas, ou sair para dançar, ou um show... as possibilidades são infinitas! - mas esse é o tipo de situação em que consigo relacionar de fato com minha vida. Se houver outro tipo de abordagem que gostariam que eu tomasse depois, na mesma situação, basta me contar nos comentários!

Antes de irmos para os outfits, fica aqui minhas dicas básicas de como escolher o que usar em um primeiro encontro - seja onde for!

  • Use sua cor favorita. Existe sempre aquela cor que colocamos e de repente ressalta tudo que é de belo em nós: nossa pele parece mais viçosa, nosso cabelo dá a impressão de ser super brilhante mesmo. E nos sentimos lindas. Pode perceber que sempre há aquele tom que você naturalmente gravita quando está na dúvida do que te deixará mais bonita, e esse é o tom que indico que use quando quer se sentir extremamente bem consigo mesma. Para mim, essa cor é verde: não fiz todos os outfits aqui com ela por uma questão de variedade, mas é o "meu" tom para encontros. Na dúvida, sempre uso verde perto do meu rosto e já sinto que estou mais bonita.
  • Evite usar uma roupa nova. Parece maluco? Mas não é: uma roupa que você já estreou pode te deixar mais confortável, pois você sabe que aquela saia não levanta demais na cadeira, que o vestido não aperta sua cintura depois de um jantar, e que a calça não vai te incomodar durante a seção de cinema. Uma peça que você já conhece como se comporta pode te deixar fisicamente mais confortável em uma situação que as vezes pode ser um tiquinho desconfortável, já que te tira da sua zona de conforto habitual.
  • Use sapatos confortáveis: aqui, optei por sapatos baixos, por serem mais adequados para andar bastante. Mas, confesso, as vezes gosto muito de usar um saltinho em encontros, especialmente se a pessoa ao meu lado for muito alta (tenho um fraco por criaturas altas, vai entender essa atração por opostos...). 
  • Seja sempre você mesma. Por mais nervosa que esteja, por mais borboletas na barriga, não deixe de ser a pessoa que você é: aquele alguém optou por passar esse tempo com você porque quer sua companhia, e não a companhia da sua idéia do que deveria ser. Seja sincera e você brilhará.
  • Todo mundo fica nervoso ao conhecer melhor alguém que pode ser especial. Por isso, tente respirar e sorrir: a pessoa ao seu lado pode estar tão ansiosa quanto você.
  • Escolha um ponto forte e o valorize. Pessoalmente, sempre faço questão de que minhas pernas chamem mais atenção: pode ser através de uma calça bem justa, uma mini saia ou um vestido que valorize minha cintura e faça com que minhas pernas pareçam bem longas. São a parte do meu corpo que mais gostos, por isso deixo de lado decotes (que não me fazem sentir tão confiante) e me foco nos gambitos. 
  • Não esqueça o perfume, mas não exagere na dose. Independente do seu gênero, pessoas perfumadas são mais charmosas, gostosas de abraçar e apaixonantes. Juro: pessoas perfumadas FTW. Apenas tome cuidado para não tomar um banho de fragrância e passar de apaixonante para intoxicante. Veneno só cai bem se for a música do Alice Cooper
  • Dê uma chance. Nunca se sabe por onde o amor entrará na sua vida :) 


Agora sim: aos outfits - com dicas dos perfumes que gosto de usar para cada tipo de "humor de estilo" na ocasião, já que estar cheirosa é fundamental.

Mari-Mari


Um vestido que seja verde ou contenha um pouco de verde é um tiro certo para que eu não me sinta tão ansiosa quanto a minha aparência: como disse nas dicas ali em cima, é o tom que me faz sentir mais bonita e que sinto que valoriza toda minha estética. 

Vestidos são minha opção pessoal sempre, por me deixarem confortável e ao mesmo tempo me dar um toque romântico. No caso de um estampado, como esse do look em questão, gosto de brincar com os tons em alguns acessórios: as sapatilhas e a bolsa ressaltam o rosa e o lilás do floral sem ofuscar, enquanto que o cardigã é de um off white neutro, mas que conversa também com as rosas. Sempre ando com um anel irlandês chamado claddagh, que é cheio de simbolismos, e em encontros é meio que um dos meus amuletos para me lembrar de abrir meu coração.

O perfume que mais combina comigo, de toda a história, é o Princess, da Vera Wang: romântico, doce, mas suave e envolvente. Não é opressor e combina com várias estações do ano.

Mari-Mulherão

Pernas. Se quero me sentir sexy, quero mostrar minhas pernas! Minha equação predileta para isso é uma saia mais justa + topo do outfit mais larguinho + um bom salto em cor neutra. Essa saia aqui tem o charme da borda escalope e do brilho, mas quis deixa-la apropriada para uma situação mais casual ao jogar o tricot de modelagem soltinha (e detalhes de coração: tem como ficar mais romântico?). Os saltos são estilo T-strap, que se refere a essa tira que passa pelo colo do pé e que valoriza o mesmo.

Quando a intenção é me sentir mais mulher, gosto de chamar a atenção para o meu rosto através de brincos ao invés de colares: esses aqui combinam com o tema do suéter e ao mesmo tempo conversam bem com o detalhe dourado da saia. Uma tendência comum que podem perceber aqui de acessórios é que amo bolsas estilo carteiro: deixam as mãos livres para andar de mãos dadas/abraçados/algo do gênero com a outra pessoa, além de serem mais confortáveis para o uso (ao menos para mim).

Uma pessoa com que estive por alguns meses amava o cheiro do perfume Flower Bomb, do Viktor & Rolf, em mim, e sempre dizia claramente o quanto preferia que eu usasse esse cheiro: é envolvente, doce, mas com uma pontadinha mais atrevida.

Mari Básica
















Uma calça jeans skinny, escura, pode ficar bem fofa se combinada com oxfords com detalhe em renda e uma blusa charmosa. Nesse outfit, optei por um top em peplum, que valoriza a silhueta e a deixa bem feminina, e que ainda por cima tem esse charme extra da transparência nos ombros e o falso decote princesa: perfeito para criar uma aparência delicada e que "revela sem revelar".

Gostei de dar um toque divertido através da bolsa mais descontraída, e me imagino claramente usando esse look para ir em alguma atividade mais solta e divertida: uma vez me levaram para um fliperama (e depois café! hahaha) e foi divertidíssimo! Lembrei dessa ocasião ao montar o look, e optei por parear o mesmo com o Lolita Lempicka Eau de Parfum, um cheiro característico meu, que é frutal e floral na medida certa, com um toque de doce só no coração das notas. 

Mari Moderna














Gosto da contemporaneidade de uma leve mistura de estampas, então abordei isso sutilmente através desse outfit: a base dele é a mini saia em A preta, que é clássica e básica o suficiente para servir como tela para os demais complementos. Uma camiseta de malha com estampa divertida e fofa ao mesmo tempo, como esses gatinhos, conversa bem com tênis quadriculados no mesmo tom da estampa (veja que eu repito o tom em todos os artigos que não são lisos, para que eles não corram o risco de descombinar) e com um par de brincos de petit poá. 

Um toque bem moderno também fica por conta da jaqueta de couro em tom vibrante - aqui optei pelo vermelho, mas Deus sabe que eu provavelmente iria desejar uma verdinha para mim. O complemento final é o perfume Miss Dior Chérie: sempre me sinto vibrante, mas ao mesmo tempo bem mulher, ao usa-lo. Ele é uma modernização interessante do Miss Dior, com um toque mais alegre e notas mais abertas. 

Mari Boêmia
















Uma calça estampada floral é boêmia e ao mesmo tempo certeira em valorizar as pernas: não tenho complexos delas serem muito finas e nem muito grossas, por isso gosto muito de brincar com diversas estampas na área. Para não roubar o foco da atenção, mas ainda assim brincar com texturas - que considero um ponto chave ao tentar obter um visual mais natural - optei por peças complementares neutras e com trabalhos em renda.

A blusa é um tom rosa suave, com aplicação de renda, que casa bem com o cardigã cheio de interesse visual graças a mistura de tricot com cochê e, novamente, rendas. E o coturno, nude, não fica atrás em - de novo, sim! hahaha - rendas! Como há muita informação no visual, mesmo com bases neutras, optaria por acessórios simples e delicados.

O perfume da minha coleção que escolheria para esse outfit é o Love Love, da Moschino: é suave, com um fundo levemente cítrico, e com o astral bem "para cima". Ideal para uma presença mais etérea e confortável, como considero que seja o caso desse outfit.

Mari Roqueira
















Uma mistura do fofo com o mais "agressivo": eis a minha abordagem para bolar esse visual. O vestido tem um corte romântico, mas a renda preta e a estampa de caveira rodeada por rosas dá um tempero apimentadinho extra. Também gostei do "creepy cute" que rodeia a atmosfera do cardigã, com costelas e o coração ali no cantinho - uma ótima referência, também, à idéia de ter um coração aberto para aquela pessoa.

Os demais acessórios foram mantidos em um design mais clean e simples, já que o vestido e o cardigã já tem bastante impacto por si só. As sapatilhas com ponta um pouquinho mais afinada não deixam de ser delicadas, e combinam bem com o laço preto que poderia ser usado nos cabelos - e que, por sua vez, vão bem com o laço da bolsa; que tem um design bem clean, mas é charmosa e combina perfeitamente com o vermelho da estampa do vestido.

O toque final ficaria com o perfume Very Irresistible da Givenchy: um cheiro marcante, com uma combinação de rosas que se mantém fora da zona do "talco" e entra numa atmosfera mais feminina ainda graças aos lírios em sua composição.

Curiosidade extra para fechar o post: adoro ouvir a música Falling in Love at a Coffee Shop, do Landon Pigg, antes de um encontro com alguém especial em um café. Se isso não me deixar no clima, nada mais deixará.

Comente com o Facebook:

14 comentários

  1. O que eu mais gosto dos seus posts de outfits são que eles são divididos em várias "Maris" - eu também sou assim, como várias pessoas ao mesmo tempo, então eu me identifico demais <3

    ResponderExcluir
  2. Mari...a coisa que mais gostei do post foi o anel hehehe... Onde vc comprou? Amei amei amei...

    ResponderExcluir
  3. Amei o post! Eu fui uma das pessoas que votaram em "primeiro encontro", então fiquei super feliz, rs.
    Os outfits estão muito lindos, adorei como você conseguiu deixar todos bem românticos e femininos, mesmo sendo de estilos bem diferentes! Me identifico muito com o seu estilo, então esse post foi uma ótima inspiração :)

    ResponderExcluir
  4. Mari, gosto muito do seu estilo e estou na expectativa para o post com roupas para professoras, pois esta é minha profissão e apesar de eu gostar muito de usar roupas bem românticas acabo "abafando" isto quando vou dar aulas!

    Também queria te perguntar se seria possível fazer um post sobre esse anel irlandês... Se não me engano você falou dele em um vídeo e fiquei curiosa sobre as simbologias dele...

    :)

    ResponderExcluir
  5. Gostei de todas as opções,
    mas o que me chama mais atenção é o Mari Moderna (embora eu curta mais o estilo rocker)
    não costumo usar saias e vestidos, mas quero aprender a usar :3
    Estou curtindo essas dicas Mari, continute ♥
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Adorei Mari, apesar de já ser casada á onze anos fiquei lembrando o meu primeiro encontro com o meu marido, digamos que eu nunca fui a mais normal na hora de se vestir e quis passar uma boa impressão, mas foi a pior coisa que eu fiz kkkkk com o tempo eu aprendi que ele me ama pelo que sou e do jeito que sou.. Incrível como é você em casa situação até mesmo no mulherão você não foge dos seus gostos e mesmo assim fica super bem, só não consigo imaginar a Mari roqueira rsrsrsr Beijos minha flor estou aguardando os próximos super anciosa

    ResponderExcluir
  7. MAAARI, falando em primeiros encontros: eu morro de vontade de pintar o meu cabelo, mas meu namorado odeia a ideia! Eu, que sou superfeminista, não devia nem ligar, mas eu tenho medo de ele me achar feia T_T HALP

    ResponderExcluir
  8. Ansiosa pelo profissão professora Mari. Bj

    ResponderExcluir
  9. Adorei o Mari - Mari e o Mari - Mulherão. Alias, ando apaixonada por laranja e esse trico é divino.

    ResponderExcluir
  10. Eu simplesmente adoro a Mari roqueira rsrsrs, adorei beijos

    http://angelimcosmeticos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Amei a Mari básica e a Mari moderna

    ResponderExcluir
  12. Post muito bem escrito, bonitinho, útil e refrescante! Digno de uma excelente jornalista! Bjos da Tatá, Mari

    ResponderExcluir
  13. Mari acho lindo seus posts de outfits, porque embora sejam em estilos diferentes deixam bem claro a sua personalidade meiga e romântica e ao mesmo tempo "camaleoa", acho lindo seus outfits, gostaria de usar coisas parecidas mas como sou muito magrela minha pernas não ficam muito bem em vestidos kkkk... Então sigo as dicas das calças, blazzers etc.
    Sou fã! ^^)

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 - marianasantarem.com.br - Todos os direitos reservados. LAYOUT E ILUSTRAÇÃO POR KÊNIA LOPES. PROGRAMAÇÃO POR SUGAR DANCE.