03 abril 2014

O Que a Mari Usaria: Empresa Tradicional/Conservadora ~ 6 Estilos, 6 Looks

No ano passado, bem antes da reforma do blog, fiz um post que adorei criar: criei seis outfits, em seis estilos diferentes dentro do meu próprio, para a mesma situação. Minha proposta na hora foi criar variações dentro das possibilidades do meu próprio gosto estético: uma Mari mais "fiel ao meu eu costumeiro", outra puxada para o lado do rock, outra para a boêmia... Foi uma delícia criar cada um e explorar minhas próprias possibilidades, e ainda mais gostoso foi receber o feedback positivo de vocês, minhas leitoras queridas.

E então entra aqui as diversas perguntas que recebo sobre o que eu usaria para situações hipotéticas: desde um casamento no período x do dia em tal localidade, até um trabalho mais formal, passando por formaturas, encontros, cafés, conhecer os sogros... Adoraria que alguém me perguntasse o que eu usaria para uma viagem com o Doctor, mas ninguém fez isso ainda hehe O moral: gostaria de atender todas essas ocasiões e pedidos em vídeos, mas as vezes é fora da realidade alguns tipos de produção. Além do mais, gostaria de oferecer uma variedade de idéias à vocês.

Pensando nisso, decidi fazer com alguma frequência (a periodicidade dependendo dos seus pedidos e interesse, claro) um post com sugestões de outfits no mesmo padrão que fiz aquele primeiro: uma situação que vocês me dão e seis variações baseadas no meu próprio estilo.

Aqui convém frisar: no meu estilo, só que em variações. Ou seja: apesar de haver um outfit que sinto me representar por completo, ainda assim há desdobramentos da minha persona e do meu "paladar pessoal de moda" que eu creio que podem servir melhor para inspirar algumas de vocês. Ainda planejo escrever sobre achar seu próprio estilo e adapta-lo, além de não se prender apenas a um ponto dele, mas isso fica para um artigo solo: o que convém pegar aqui é que todos são outfits que eu mesma usaria, dependendo de como o sol acordasse e do meu humor, tendo como base uma linha estética adaptada para minha visão pessoal e o que gosto de usar.

Eu nunca trabalhei em escritórios/empresas tradicionais/etc e duvido que essa seja a realidade. Mas é assim que as coisa seriam se eu tivesse um escritório. Todo dia é dia de trazer o gato ao trabalho...??

Pensando no que mais me pedem para sugerir, decidi que essa primeira - espero que de muitas! - edições de "O Que A Mari Usaria" (me ajudem a achar um nome melhor, pelo amor de Deus hehe) é sobre outfits apropriados para um ambiente de trabalho mais tradicional e conservador. Antes de seguir para os looks, eis algumas idéias/diretrizes que acho importante citar:

  • Respeite as regras do ambiente de trabalho. Se você não pode usar, sei lá, brincos grandes, não use brincos grandes. Não entenda as restrições como uma condenação ao eterno terninho, e sim uma brincadeira de amarelinha onde em alguns pontos você terá que tomar cuidado para estar dentro das linhas. 
  • Seja criativa. Nem todas as camisas do mundo são brancas e com o colarinho reto. Algumas são de seda, outras de algodão, outras de chiffon, algumas de viscose. Cada tecido tem um caimento diferente. E há diferentes tipos de golas... as com jabots, vitorianas, tuxedo, oxford, colarinhos italianos, ingleses, franceses... Não obstante haver quase uma mini ONU de colarinhos masculinos e femininos, as mulheres tem a sorte de poder usar blusas mais fechadas com diversos outros estilos. Aproveite! E isso apenas para citar a questão dos topos, porque:
  • Existe um universo apropriado além das calças. Vestidos e saias podem ser completamente adequados ao ambiente conservador de trabalho, bastando atentar para o comprimento e corte. Nada acima dos joelhos é muito indicado em um ambiente mais tradicional, mas as regras da sua empresa podem ser mais brandas nessa questão. Se informe com as funcionárias mais antigas sobre isso, se tiver duvidas.

E para completar o meu texto gigantão de introdução, alguns pontos que pessoalmente acho recomendáveis para o ambiente de trabalho:

  • Esteja confortável, mesmo nas suas roupas formais. Você passará oito horas usando isso e tendo que ser um ser humano produtivo e yadayadayada, então é melhor que se sinta bem nesses tecidos nos quais escolheu se envolver. Se você anda de lá para cá, use sapatilhas e oxfords baixos no lugar de saltos. Se você passa muito tempo sentada, faça questão de checar se essas roupas não ficam apertando o seu eu inchado-de-tanto-sentar. Pequenos detalhes fazem a diferença!
  • Não despreze a importância de escolher o tecido certo. Enquanto algodão e outros tecidos naturais deixarão sua pele respirar, o poliéster irá te cozinhar lentamente naqueles meses e dias mais quentes.
  • Ar-condicionado = uma camada extra. Aquele casaquinho leve ou blazer mais pesadinho pode ser uma boa se você  trabalha em um local onde seus vizinhos de cubículos curtem uma sensação ártica. 

Okay, agora sim: para os outfits! Espero que o gif de gatinhos tenha lhe segurado até aqui, então vamos lá!


Mari-Mari




Romantismo, feminilidade e toques clássicos: é assim que eu iria me jogar completamente em um ambiente mais tradicional. Uma saia suave, talvez de crepe, até os joelhos, em um corte evasê, combinada com uma blusa (por dentro da saia, sempre) de gola peter pan também em um tecido mais leve, possivelmente chiffon. Como essa base é bastante delicada, apostaria em um blazer mais estruturado - porém em um tom bastante feminino. Veja que aqui o meu jogo foi usar os tons mais fortes e puros (vermelho, branco e preto) nos itens mais levinhos e reservar o tom mais jovial e romântico - rosa - para uma peça de conceito mais sério. 

Sem dúvida alguma eu seria adepta dos sapatos boneca, e um bicolor é tradicional e efetivo para unir todo o conjunto. Preferiria, creio, os acessórios mais delicados: brincos pequenos e um colar em formato de coração são simples e remetem bem ao que eu gosto no meu dia-a-dia já. Um detalhe pessoal e peculiar, que de modo algum é regra: sinto que dourado é um tom maravilhoso para ambientes mais formais!


Mari Básica

Se me desse os 5 minutos do "basicão" e eu fosse por uma rota mais calças + blazer, tentaria me ater aos detalhes charmosos. Esse modelo de calça, por exemplo, é extremamente básico para o ambiente de trabalho, com um pequeno segredo que faz a diferença: um laço na frente! O que antes era uma peça mais sisuda se torna algo inesperado e doce. O blazer já é bem tradicional, só que esconde uma blusa suave (viscose de algodão é uma boa opção quando mais leve!) com bordados delicados ao redor da gola ligeiramente aberta. Também gosto como as mangás tem um efeito levemente pregueado nos punhos, somando um ar mais suave ao item.

Para um toque extra de cor e romantismo - porque me recuso a viver de cinza, preto e branco - os sapatos são oxfords ameixa. Além de ser uma cor maravilhosa para o outono e inverno, é uma versão do roxo super apropriada para a ocasião. Aqui, optei por acessórios em rose gold para somar ao tom de fundo mais rosado dos sapatos.

Mari Mulherão



Quando penso em um visual mais "mulher" no escritório, minha mente é invadida por imagens da série Mad Men. Como uma releitura mais literal envolveria talvez um decote maior, aqui optei por uma blusa super feminina, que culmina em um laço grandinho e extra-charmoso na lateral do pescoço, com um blazer peplum perfeito para realçar a silhueta feminina. A idéia de delinear o formato do corpo sem revelar muita pele é presente também na saia lápis mais comprida e de cintura alta, que ficaria perfeita por cima da blusa e com a jaqueta delicadamente reafirmando a região da cintura. 

Para completar o feel anos 60, os sapatos são um scarpin com estampa de petit pois - que também dão um ar lúdico e quebram a seriedade que, sem eles e sem o laço vermelho, poderiam estar presentes além da conta. Os brincos de pérola e o relógio de pulseira fininha são clássicos e juntos poderiam ficar quase datados se combinados com peças que não valorizassem a figura, mas esse não é o caso! 

Vale notar que aqui eu usei uma paleta de cores praticamente igual do primeiro outfit - com a troca do rosa pelo nude - mas, como optei por peças com detalhes modernos equilibrados (laço e tule na blusa, botões e pregas na saia, peplum no blazer), usei de outra lógica para combinar as cores: o maior destaque de poder foi para a peça que eu julguei principal (blusa), apenas criando uma base mais "neutra sem ser chata" ao redor da mesma. 

Mari Moderna



Confesso que me diverti ao criar esse look, já que é o único onde escolhi a peça que é mais icônica no meu armário: um vestido. Preto e branco, com linhas super contemporâneas que eu basicamente queria preencher com cores primárias e me chamar de Mondrian, ele é perfeito para o escritório com seu corte conservador - e também ideal para sair de noite, se alguém quisesse. Como bati e o olho e minha mente foi inundada com referências de composições com vermelho, amarelo e azul, quis criar um outfit com essa inspiração, mas sem obviedade. 

Escolhi um blazer bastante parecido com o do primeiro visual, com esses bolsos jetted fechados por zíperes, em um tom de azul royal (ou azul-TARDIS, se quisermos deixar duas referências de Doctor Who nesse post...) que é muito poderoso e, ao mesmo tempo, sofisticado. Ao invés de ir direto com o amarelo nos sapatos, optei por scarpins nudes: mais clássicos e aceitáveis em ambientes conservadores. Minha sugestão seria combinar tudo com um batom vermelho suave e um tiara simples preta em um cabelo preso: como o outfit em si já é mais moderno, sinto que posso usar esse tipo de acessório sem perder nada da essência profissional.

Mari Boêmia 


De todos os estilos, esse foi o que mais tive dificuldade em encaixar em um ambiente de "empresa". Quando penso em algo boêmio, penso em liberdade, natureza... Em suma, algo que em nada combina com a idéia clássica de um escritório. Me deu uma profunda agonia alguém que ame esse ar fluído ficar preso em terninhos da vida, por isso tentei buscar o natural e suave dentro de um office-aproach. 

A saia é mais longa, quase midi, em um tom entre o solar e o terroso, sem contar vibrante, mas ainda assim sóbrio. O tecido é mais formal, possivelmente um linho ou crepe, mas natural. A blusa é acetinada e de uma cor super rica de esmeralda e, apesar do formato de bata, ficaria elegante e bela dentro do conjunto.

Os sapatos tem um ar antigo-vintage, tornados mais chiques graças ao T-strap que corre no peito do pé. Como acessórios, um colar de pingente de trevo de quatro-folhas em ouro e um relógio "quase-clássico": perceba como o visor contém uma estampa! São os pequenos detalhes que fazem a diferença e contribuem para que possamos nos sentir como nos mesmos em qualquer tipo de look.

Mari Roqueira



Foi gostoso e fácil fazer essa adaptação: comecei com uma calça social de cintura mais alta, mas corte skinny: um bom contraste entre o tradicional e o contemporâneo. A blusa é o charme principal do outfit: combinada com a calça em questão, ela não é nem um pouco reveladora, mas feminina e com uma estampa e ar que não me deixariam sentir mal de ouvir meus clássicos do Black Sabbath (gosto mais da era DIO, embora ame o Ozzy - não me julguem) no caminho para o trabalho. Pra não tirar toda a graça do peplum, combinei com um blazer tradicional estilo smoking/tuxedo cropped: um pouco mais ousado, mas ainda assim social.

Os sapatos são outros oxfords de salto, dessa vez em um tom quase avermelhado que puxa para a estampa da blusa. Podem perceber que gosto muito de sugerir esse tipo de calçado para essa ocasião: com sua inspiração masculina, são um ótimo contraponto para as peças mais femininas que eu tendo a preferir. Por fim, completei o outfit com brincos pequenino, mas que contém uma dose extra de atitude com o pequeno spike. 

Espero de coração que esse post inspire vocês e que talvez criem novas idéias com seu próprio estilo para usar nas suas jornadas diárias. E, se tudo mais der errado, lembre-se de respirar profundamente e esperar pela casual friday!

♥ Não deixem de me escrever nos comentários qual situação/ocasião gostariam que eu abordasse no próximo post do gênero! Ou vote pelo seguinte formulário/enquete:

Comente com o Facebook:

15 comentários

  1. não acredito que vc gosta de MAD MEN!!! eu amooooo, sou viciada, agora que sei, me veio várias ideias de Looks a lá Beth´s, Peg´s, Megans, Joan... ah q tudo!!!!!!!!!!
    ameiiii as roupas escolhidas, gamei!!!! e os sapatos??? TUDO
    são de onde??

    adoro seus posts
    escreva mais e mais.
    e não esqueça dos vídeos, claro

    beijos
    te adoro

    ResponderExcluir
  2. Eba! Mari, faz um "esquenta" pro filme Divergente! Looks das facções, make e etc. Sou super fã, e estou muito animada pro filme! <3

    ResponderExcluir
  3. Mari, adorei esse post !
    Muito bom !
    Meu ambiente de trabalho é EXTREMAMENTE formal (advocacia) então tento "quebrar" um pouco e ADOREI os looks´s que vc criou ! Vou usar todas as dicas, principalmente a das camisas ! Realmente existem opções de camisa além da tradicional "office" !
    E sobre meu pedido para a próxima: profissão professora ^^ Claro ! rs
    Super bjo !

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post! Você é realmente criativa pra conseguir montar looks tão diferentes e lúdicos pra um ambiente tão tradicional...

    ResponderExcluir
  5. O por favor, professora! Daqui há pouco vou estar na sala de aula, e realmente se vestir de uma maneira adequada dá um impacto aos alunos, ao mesmo tempo que é importante não perder o toque pessoal ao se vestir xD

    ResponderExcluir
  6. Profissão professora por favor.

    ResponderExcluir
  7. Ah obrigada por voltar com essa tag Mari! O post ficou incrível, adoro o jeito com que você descreve as coisas *-*

    ResponderExcluir
  8. Mari faça mais posts da série <3
    Amei muito, e babei em vários looks, e sobre o post de como achar o próprio estilo e adapta-lo espero que faça logo! Sempre me sinto perdida em definir um por curtir coisas de vários estilos ou coisas diferentes de acordo com o humor .-.

    ResponderExcluir
  9. Mari, de onde é o sapato boneca bicolor do primeiro look? Estou apaixonada por ele, responde por favor!!!

    ResponderExcluir
  10. AMEI o post. Você leu minha mente, sério. Estou "quebrando a cabeça" para montar meus looks de trabalho ultimamente porque mudei de empresa e embora o clima lá seja de informalidade, sou assessora de imprensa e prefiro de passar uma imagem mais séria e olha, estou passando trabalho para adaptar as produções (e me divertindo muito, claro).

    PS. Assim como você também não sou muito chegada no jeans.

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Adorei o Mari Mari e o Mari boemia..
    Gostaria de um post assim com sugestões para festas de casamento e formaturas, algo neste universo.

    ResponderExcluir
  12. Amei o post Mari!
    Achei as combinações lindas e com certeza eu usaria todas, mas adaptaria para calçados sem salto!
    hehehehe

    Estava pensando em sugestões de nome e achei que "Versões da Mari" seria legal... "Versões da Mari: em casamentos diurnos ; Versões da Mari: no aeroporto ; Versões da Mari: num domingo de preguiça"

    Beijinhos, tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  13. Preciso dizer que amei o blazer cor de tardis <3

    ResponderExcluir
  14. OI ótima matéria! Como fazer o cabelo da Mari Moderna? Abs

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 - marianasantarem.com.br - Todos os direitos reservados. LAYOUT E ILUSTRAÇÃO POR KÊNIA LOPES. PROGRAMAÇÃO POR SUGAR DANCE.