28 novembro 2012

Descansando a Máscara

Entre os traços que poucos conhecem da minha personalidade, se encontra minha quase incapacidade de demonstrar fraqueza. Embora seja óbvio de que estou longe de ter uma aparência forte, o que não suporto é a idéia de parecer que estou frágil por dentro: olhares de "coitadinha" e de pena me enlouquecem, me enfurecem e me envergonham. Por mais que eu possa estar com algum sofrimento, não quero a sensação de que acham que eu não aguento. Eu aguento; é só que as vezes dói.

Logo, não são raras as pessoas que acreditam que estou perpetuamente feliz, contente e espirrando glitter pelos cantos. Todas as pessoas possuem máscaras que por ventura usam para se proteger do que temem: no meu caso, utilizo o meu humor comum (porque, convenhamos: eu normalmente estou com glitter fluindo nas veias) como um esconderijo para um lado que prefiro não colocar no espaço aberto. Infelizmente há momentos em que a máscara sufoca, vira uma panela de pressão e quase chego ao desespero. Nessas horas fico eternamente grata de que existem pessoas na minha vida com as quais posso ser eu mesma sem limitações.

Por mais que eu ame tantos, existem aqueles com os quais não tenho medo de mostrar todas as minhas facetas. Eles estiveram comigo quando chorei de raiva, de tristeza, de felicidade. Conhecem minha história, meus fingimentos, minhas vergonhas, minhas verdadeiras fraquezas e também minhas qualidades reais. São aqueles que, por mais dor que eu demonstre, não me olham com pena. Não me censuram e prendem em uma cela em que eu mesma poderia me colocar. Ao contrário: tentam me libertar dos limites em que posso ter me prendido sozinha.

Como agradecer àqueles que me fazem comer quando não consigo sentir fome? Ou quando conseguem transformar um sorriso teatral em um sorriso que chega no meu espírito e me eleva? Não sei. Consigo ouvir vozes falando que o agradecimento seria seguir seus conselhos... Mas espero que essas mesmas vozes saibam que tentarei. Pois podem puxar minha orelha sobre um altruísmo desmedido ou sobre meus medos, e no entanto ter certeza de que não sou cabeça dura o suficiente para ficar surda perante as verdades que jogam em mim.

Um dia eu sei que algumas outras pessoas entrarão entre essas que me fazem tão livre. É uma questão de alma, mas também da convivência, de conversa, da confiança de que não irão embora quando eu mesma quero fugir do que sinto. Então, como não me julgar sortuda além da imaginação, tendo pessoas assim na minha vida? Não sei. Só sei que poucas sensações no mundo são melhores do que, depois de dias cansativos dentro da minha própria cabeça, poder colocar meu rosto verdadeiro e sorrir.

Por isso, hoje, mais do que em muito tempo, eu precisava dizer: obrigada. Muito, muito obrigada.


Comente com o Facebook:

14 comentários

  1. Mari,crônica linda, sensível e emocionante. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Lindo e profundo o que escreveu...

    ResponderExcluir
  3. Me lembrei de algumas vezes em que foi difícil eu segurar a minha máscara. É muito bom ter pessoas com as quais podemos contar.
    Lindo texto!

    ResponderExcluir
  4. A mari,tão mari,lindo texto,você tem toda razão,como é bom ser nós mesmas sem reservas ao menos às vezes.

    ResponderExcluir
  5. Sempre quando estou pra baixo, desanimada, me vem na cabeça uma palavra japonesa: ganbatte. E sempre que imagino-a, é acompanhada de qualquer personagem de anime dizendo com um sorriso no rosto e com a mão de vitória :)

    ResponderExcluir
  6. Lindinha, você tem tudo pra se orgulhar de você mesma. :)

    ResponderExcluir
  7. Tava dando uma olhada nos seus posts e gostei muito ^^

    ResponderExcluir
  8. Lindo Mari!
    Eu tenho muita dificuldade em falar dos meus problemas, das minhas dores e dúvidas e vergonhas... Apesar de ser transparente e ser perceptível quando não estou ok, eu simplesmente não consigo falar, sabe? Mas não por falta de pessoas assim como vc descreveu na minha vida, muito pelo contrário, eu as tenho, sempre por perto. Só que eu sou muito mais a ouvinte e conselheira. Ainda preciso desenvolver isso de me abrir...
    Lindo texto, deve ser maravilhoso conviver com você, ser sua amiga, sendo você tão especial! Sorte desses seus queridos... Sorte sua por tê-los! Beijos linda!

    ResponderExcluir
  9. Olá florzinha,
    Perfeito o que escreveu! Sem palavras,vc é mesmo uma fofa!
    ;)
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  10. Amei o texto Mari!
    Parabéns!!
    Belo escrito!!

    Beijinhos, tenha uma ótima semana!!

    Blog O dia da Lila

    ResponderExcluir
  11. Gostei, linda tem tag e selinho para você no meu blog...bjs
    http://makeemannia.blogspot.com.br/2012/12/tag-e-selinho.html

    ResponderExcluir
  12. Coreia do Norte “confirma” local onde moravam unicórnios do país
    Mais um notícia peculiar vinda da Coreia do Norte. Segundo os jornalistas da agência de notícias estatal do país asiático, arqueólogos encontraram um sítio comprovando a existência desses animais. Ou seja, no país governado por Kim Jong-Un, esses animais não são apenas uma figura mitológica.

    No dia 1o de dezembro, a agência publicou que arqueoólogos “reconfirmaram” o achado da toca onde teria vivido um unicórnio pertencente ao rei Tongmyong, fundador do antigo reino coreano de Koguryo. Segundo a publicação, a toca fica no subsolo de um templo da capital, Pyongyang.

    “Uma rocha retangular onde estão gravadas as palavras ‘Toca do Unicórnio’ está diante da toca. Acredita-se que as palavras tenham sido gravadas durante o reino Koguryo (918-1392),” diz o texto. É uma semana bastante midiática para o país e para o ditador norte-coreano.

    No dia 27 de novembro, Kim foi escolhido “o homem mais sexy do mundo” pelo site satírico americano “The Onion“, e ganhou uma galeria de 55 fotos só para ele na página do jornal oficial chinês “Diário do Povo”. Parece que o jornal de Pequim não entendeu a piada. (vi na na Folha de S. Paulo)

    ResponderExcluir
  13. Mari, eu li TODAS as suas crônicas e dá para ver realmente que você se entrega e que é um modo de desabafar!!!
    Parabéns, adoooooorei

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 - marianasantarem.com.br - Todos os direitos reservados. LAYOUT E ILUSTRAÇÃO POR KÊNIA LOPES. PROGRAMAÇÃO POR SUGAR DANCE.