29 maio 2012

Numa maré cheia

Em cada vírgula que lia, ela procurava um jeitinho de se incluir nas palavras; meio que por vaidade, meio que por diversão. Enquanto o scrool do mouse descia mais e mais pela tela, percebeu que não havia nada que pudesse alimentar qualquer esperança estúpida e quase adolescente da sua parte. Desistiu e se deu por vencida. Então, começou a ler as histórias. E os contos. E terminou nos casos, casualidades, qualquer fiapo que tivesse sido criado por aquela mente.

Tudo estava distante, e mesmo assim ela - que sentia que o muito conhecia menos do que outros, mas mais do que alguns poucos - se encantou com o que viu. Com a delicadeza que nem sempre tem seu espaço, sem amargura ou armadura. Não havia nada duma pretensa complexidade, só o espírito: explicito em prosa, em comentários, sem rima ou estrofe. Uma poesia esquisita, com sotaque que muito discretamente pode puxar um r. O chá já nem era mais bebida, apenas a companhia discreta que presenciou seus segredos e não revelaria nenhum.

Leu a tarde inteira, só parando quando a página atingiu o tabu virtual do fim. Levou a mão na boca, inspirou algumas vezes e se culpou por imaginar o cheiro da mão que corrida por páginas sem fim. A amante das redes de pesca, com medo do mar, sentiu que era melhor dar log-off no Facebook e fazer outra coisa. Caminhar, cozinhar, estudar ou talvez dançar. Qualquer outra atividade que faça esquecer que por trás da mesa impenetrável há mais do que ela imaginava.

O pescador, naquele dia, não devolveu os peixes ao mar - e também nem desconfiou que sua rede continha um que se debatia para se fazer notar. 

Comente com o Facebook:

4 comentários

  1. Você escreve muito bem Mari!
    Devia ser jornalista! Hehe

    ^^

    ResponderExcluir
  2. "Em cada vírgula que lia, ela procurava um jeitinho de se incluir nas palavras; meio que por vaidade, meio que por diversão."

    Já fiz muito isso também :)

    ResponderExcluir
  3. Quem nunca fez algo parecido, em um momento parecido que levante a mão...
    Te adoro Mari!

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 - marianasantarem.com.br - Todos os direitos reservados. LAYOUT E ILUSTRAÇÃO POR KÊNIA LOPES. PROGRAMAÇÃO POR SUGAR DANCE.