03 janeiro 2012

Ardentemente

Ter lido Orgulho e Preconceito pela quarta vez nos dois últimos dias do ano talvez tenha sido a melhor porta de entrada para 2012 e, ao mesmo tempo, uma perdição de pensamentos sem fim. É fácil culpar o intrigante Sr. Darcy pelas altas expectativas amorosas de mulheres e garotas desde 1813 - as minhas próprias provavelmente incluídas na soma total. Ao reler o livro e ver o filme de 2005 (Mcfayden é meu Darcy de preferência, embora obviamente a atuação de Colin Firth na série da BBC seja inesquecível) não há coração romântico que possa resistir. No entanto, a questão não é ele, Darcy. Nem sequer ela, Elizabeth. É, para mim, o magnetismo.

Essa palavra me veio a toa enquanto assistia uma pequena parte dos extras do dvd. Mesmo nunca tendo sido a melhor aluna de exatas, o conceito de imãs me é encantador. Mais do que isso, adoro a ideia da ligação magnética que une cada célula do universo, atraindo e ao mesmo tempo evitando que tudo se choque. E há aqueles casos em nossa vida que chocamos de maneira tão avassaladora que uma mente mais extraordinária acreditaria que dois planetas em confronto não poderiam produzir tamanho abalo.

Qual de nós não será culpada de ter sonhado com o momento em que os imãs se repelem quando estão perto, desejando a proximidade tanto quanto criando uma barreira que quase força-a a não acontecer? Não acredito no amor a primeira vista - o amor é um sentimento deveras complexo para se estender em apenas um olhar. Existe, no entanto, essa energia, essa atração, essa inequívoca necessidade de repelir e agarrar ao mesmo tempo.

Quando menos se esperar, pode se sentir isso no meio de uma rua de paralelepípedos cobertos de chuva e com cheiro de vinho no canteiro. Ou talvez na fila do supermercado. Nesse momento de despreparo, que não se espera, que não se vê e nem se entende. Não acho que isso acontecerá apenas uma vez com a maioria de nós. Mas, ao acontecer com você, não corra da sensação. Nunca se sabe quando se poderá ardentemente desejar e, se nutrido o sentimento, amar alguém.

E, quem sabe. Poderá durar por um dia fantástico, por meses turbulentos ou pelo resto da sua vida. Se não deixarmos de lado nossas primeiras impressões equivocadas, nossos orgulhos, preconceitos, idéias pré-concebidas e expectativas, não há como abrir espaço para os sentimentos mais verdadeiros e o crescimento e nossa evolução como ser humano.

Que 2012 seja o ano em que os imãs irão se atrair, repelir, apaixonar e, sobretudo, agir. Seja com romantismos do século XVIII ou com o espaço para sentar no ônibus. Mesmo que o primeiro imã não seja sua versão de um Darcy ou de uma Elizabeth, continue procurando. Até que alguém lhe enfeitice de corpo e alma. Ardentemente.

 

Comente com o Facebook:

29 comentários

  1. Eu amo demais esse romance.. a maioria das pessoas que eu conheço nao gostam,ou acham sem graça..Eu consigo enxergar algo mais nele..como vc disse,Mari,algo no filme me encanta..tem que se prestar bem atenção pra entender os detalhes e flertes que ocorrem nos mais simples gestos..as pessoas normalmente nao prestam atenção e querem ver as coisas explicitas...

    ResponderExcluir
  2. Maaari,

    olha que acompanho sempre o blog e te digo que esse texto já me cativou, rs! Adorei a referência a Orgulho e Preconceito e a mensagem, por mim interpretada como se dar uma oportunidade de acreditar, confiar e viver os momentos felizes que surgirem.

    Espero que 2012 - e todos os anos seguintes - seja de pleno despertar, de ligar as "anteninhas", rs! e estar aberta para viver o que vier de bom, de coração aberto. É o que eu espero....e se recheado de romantismo do século XVIII então....hahahahaha. Pode sonhar, né?

    bjsssss

    ResponderExcluir
  3. Gosto do jeito que escreve.Viajei nele.
    Feliz 2012!

    ResponderExcluir
  4. Os livros da Jane sempre escondem um certo mistério e encantamento, recomendo sense and sensibility muito bom também!

    ResponderExcluir
  5. Nunca li, nem sabia que esse livro existia. Agora me interessei e vou atrás dele para ler o quanto antes! Gostei dos comentários

    ResponderExcluir
  6. TEXTO PERFEITO to de queixo caído! semana passada tava na dúvida se eu lia orgulho e preconceito ou não... já decidi haha

    ResponderExcluir
  7. Que lindo, adorei o post... e que coincidência estou relendo o livro pela segunda vez! ^^

    ResponderExcluir
  8. Sou louca pelo Sr Darcy, já li, reli o livro, o filme então?umas 10x sem exagero...

    ResponderExcluir
  9. Eu raramente comento em blogs. Não por pretensão. Simplesmente sou daquelas que acompanho de longe. Mas, com tamanha sensibilidade para falar de amor, eu me sinto na obrigação de dizer que seu texto é lindo e me inspira. Assim como seu blog e seus vídeos. Parabéns por conduzir com tanta maestria o seu trabalho. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Fiquei tão feliz em te ver fazer uma referência a Orgulho e Preconceito, está entre meus livros/filmes favoritos. E é interessante como você conseguiu captar toda a emoção do livro com o texto.
    Feliz 2012, Mari!

    P.S.: Eu sei que eu nunca comentei, mas te acompanho há mais de 2 anos.

    ResponderExcluir
  11. Mari, ah, esse "ardentemente"! Eu também adoro o Darcy do McFayden! A atuação do Colin Firth realmente está impecável, mas o Darcy do filme é uma coisa toda especial pra mim e minha história.

    Felizmente, com períodos de ódio e desentendidos que deram lugar ao amor e tudo mais, já encontrei o meu Darcy, hahaha. Um amor tranquilo e intenso, como certamente a Elizabeth e o Darcy vivem.

    Já lhe acompanho há tempos pelo YT (sou a Saiyuu por lá), mas desde que vc iniciou o Rendas eu também estou por aqui, só sou mesmo das menos faladeiras. Acho que pra cada comentadora devem haver pelo menos 5 moças/rapazes que também lhe admiram tanto! ^^

    Bjos

    ResponderExcluir
  12. simplesmente lindo.. mari vc eh incrivel.

    ResponderExcluir
  13. hahaha
    Acho que o Mr. Darcy tem algo que encanta a todas as garotas...
    Ele é tão... ele. rsrsrs

    ResponderExcluir
  14. Que texto lindo, Mari. Adoro este livro e adorei ler algo sobre ele no seu blog, já que gosto do teu jeito de escrever, rs.

    ResponderExcluir
  15. Até suspirei com esse seu texto Mari, muito bom!
    É a primeira vez que comento aqui, e provavelmente por Orgulho e Preconceito ser meu ponto fraco. :)
    Assisti a série e o filme milhares de vezes, e cada vez me encantei mais. Só não li o livro ainda, mas como estou de férias tenho tido tempo suficiente para colocar as leituras em dia e o romance mais lindo de Jane Austen está na minha listinha...
    Penso como você, acredito que há homens - embora não muitos - parecidos com Mr. Darcy nesse mundão. E que é com um assim que vou passar o resto dos meus dias. Só não sei a partir de quando. Tá difícil, viu? haha
    Você é um amor Mari, e escreve muito bem.

    ResponderExcluir
  16. Lindo texto Mari, como todos :) Orgulho e Preconceito é realmente uma obra muito, muito boa da Jane Austen, impossível não se apaixonar. Ainda prefiro o filme por mais que a série seja perfeita, e super bem adaptada para tv, Colin Firth e Keira Knightley ganharam um espaço a mais no meu coração.

    ResponderExcluir
  17. Olá Mari, tudo bem? Já tem um tempinho que acompanho seus vídeos e seu blog, gostaria que você desse uma passadinha no meu blog que acabei de criar, ficarei honrada =)
    http://readaily.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Clássico! Não é a toa.
    Tô relendo ele, ainda não terminei.

    Já leu/assistiu Razão e Sensibilidade da Jane? Por enquanto, é a minha segunda obra favorita.
    Próximo da fila é Emma.

    Recomendo também o filme da vida da Jane "Amor e Inocência" com a Anne Hathaway.

    ResponderExcluir
  19. oie amada! amei seu blog! muito bem atualizado! ja estou seguindo! espero que retribua o carinho e se torne minha seguidora também!
    http://www.sassiclaudio.com

    ResponderExcluir
  20. Achei melhor deixar o recadinho aqui!

    Muito bacana encontrar você assim por acaso, vestida elegantemente, docemente posso assim dizer?
    Foi como se aquela linda moça sorridente que acompanho pela internet se torna-se muito real além de seus vídeos e escritos.

    "Tietei" você, porque foi verdade quando eu disse que assisto gosto e agradeço por dividir seus conhecimentos comigo.

    Flores e beijos

    Marcela
    * Será que vai se lembrar do nosso encontro na estação Barra-Funda?

    ResponderExcluir
  21. Oi, Mari! Adorei o post! Orgulho e Preconceito é um dos meus livros favoritos ever, e olha que eu leio pra caramba. Entretanto, hoje eu li outro livro, também muito lindo. É uma leitura bem rápida e... like a breath of fresh air, sabe? O livro é fofo e leve, apesar de ter certa profundidade em questões familiares. Mas quase parece que você tá assistindo um filme de comédia romântica enquanto come pipoca, de tão gostoso que é. Por incrível que pareça, ele foi publicado nessa primeira semana de janeiro, então tá saindo do forno. Ele me foi recomendado por algumas amigas que são editoras. O nome do livro é The Statistical Probability of love at first sight. É lindo. Você realmente, realmente deveria ler. Apesar do nome parecer que vai forçar um romance pegajoso e apressado em cima da gente, não é nada disso. É bem sobre o magnetismo entre duas pessoas, como você escreveu. Se você quiser, posso te mandar o Ebook. xD De todo jeito, Lindo texto, Mari! Adorei!

    ResponderExcluir
  22. @GaniCullen

    Suuuper aceito o e-book! Estou necessitada de um bom romance novo! :D Você poderia, por favor, enviar para o e-mail do Youtube? É viiixxxen.youtube@gmail.com

    Obrigada! ^____^

    ResponderExcluir
  23. Oi Mari...
    Eu te acompanho a quase 2 anos...
    Eu adoooro seu jeito de escrever, de falar... Seu jeitinho me encata.
    Na verdade estou com uma super curiosidade
    É que te admiro muito, te acho muuiito inteligente
    E eu gostaria de saber, caso vc saiba da resposta
    Quantos livros vc já leu, ou quantas leituras de livros? pq sei que vc lê e re-lê um livros várias vezes, então fiquei muito querendo saber...
    Quem sabe eu possa me espelhar em vc
    Pq eu te acho muito inteligente, meiga, com tamanha capacidade de leitura....
    Se não for abusar demais, ou entrar muito na sua privacidade, eu ficaria muito grata com a resposta.


    Hááá
    Me chamo Milka, sou do Maranhão!!!
    Caso queira saber


    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  24. Mari, me desculpe o "inchirimento" mas, fiz um post onde me refiro tb a você. Espero sinceramente que goste, pois foi de coração.

    http://todacheiademanias.blogspot.com/2012/01/top-gurus.html

    bjux e mais sucesso!

    ResponderExcluir
  25. Adorei o texto, Mari! Ainda não li nenhum romance da Jane Austen, mas certamente farei isso em 2012, assim que meus estudos deixarem. Beijoca.

    ResponderExcluir
  26. oi mari!!!
    Tira uma curiosidade minha a bonequinha no seu blog é sua pullip? enfim nao tenhi ctz se é esse o nome ! só sei que sao lindas *-* rs
    Sei que não tem não tem nada a ver com o post mas fiquei curiosa
    bjinhos

    ResponderExcluir
  27. Oi Mari. Eu adoro Orgulho e Preconceito e quando estava no começo da faculdade eu lia e ficava sonhando com algo assim. Depois eu li quase todos os livros da Jane Austen e ela é uma das autoras favoritas para mim porque ela fala sobre relacionamentos como toda garota quer, mesmo que sejam a princípio difíceis. Gosto muito de Emma também!

    Beijos e saudades, Mari. Vai no Ano Novo chinês?

    ResponderExcluir
  28. Assisti Orgulho e Preconceito apenas por conta do seu conselho e preciso dizer que ameeeeeeeeeeeeeeeeeei! ^^
    Vou ler o livro agora...
    Lindo post, com uma sensibilidade maravilhosa!

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 - marianasantarem.com.br - Todos os direitos reservados. LAYOUT E ILUSTRAÇÃO POR KÊNIA LOPES. PROGRAMAÇÃO POR SUGAR DANCE.