24 setembro 2011

Dança do Gato




Devo confessar: tenho problemas envolvendo pulos. Não apenas nunca pulei de susto, apenas figuradamente, como sempre tive arrepios envolvendo mergulhos na piscina. Não é tanto o medo de bater no final, mas sim o medo de estar em pleno ar por alguns segundos. O pulo que me deu medo hoje foi um allegro, o pas de chat.

Para as que não conhecem/gostam/entendem de balê clássico nem de francês, pas de chat se traduz como "dança do gato". É um passo não muito difícil, para ser sincera, e não tenho problemas em executa-lo no que diz respeito à posições de pés, rapidez ou mesmo coordenação. Tudo sai certo. Só que eu mal saio do chão. Quando faço o plié para tomar o impulso, meu coração parece que dá uma afundada e acabo me prendendo ao invés de me soltar. Faço  o que devo fazer pela metade, sem o salto, sem voar.

Quantas vezes na vida não fraquejamos bem naquela hora de juntar a energia na ponta dos dedos e subir aos ares? Temos tudo pronto, tudo correto, sabemos o que temos que fazer, confiamos em nós... Ou nem tanto, porque não nós soltamos à ponto de realmente ir à altura mais alta possível. Por que fraquejar justamente na hora em que mais precisamos da coragem de nos libertar do chão?

Mais tarde hoje, encontrei dois gatos - animal pelo qual sou grandiosamente apaixonada - morando em um terreno. Obviamente eram tratados, pois eram gordinhos e tinham potes de sorvete com ração e água. Um era preto, e outro frajolinha. Devo confessar que acho que gatos pretos dão mais sorte do que qualquer outro bicho na face da terra. Quando eles me olharam, vi aquele olhar não tão domesticado, do ser que aceita a mão humana como carinho e ajuda, mas que sabe dar um pulo de encontro ao que quer sem receios.

Eu pensei em desistir do salto. O olhar selvagem me fez ter coragem de não fazê-lo. Decidi fazer da minha dança do gato um verdadeiro salto, algo que me dê orgulho. Perder a cabeça, confiar nos meus pés e realmente saltar. Sair do chão e alçar um novo vôo.

Comente com o Facebook:

13 comentários

  1. Adoro seu jeito de escrever, Mari. A gente nem sente que tá lendo, de tão fluido que é.
    Então, só pra incentivar a encarar seu medo e enfrentar o pas de chat! Ballet é puro desafio, e este é só mais um que você com certeza sairá vitoriosa.
    Eu tenho o seu problema, mas o oposto: Salto sempre alto demais. O que é bom, pela força e beleza, mas ruim porque eu acabo chegando ao chão depois do acento da música. Minha professora já até me colocou pra saltar junto com os rapazes pra eu exercitar melhor a força sem me preocupar em frear hahaha
    E só posso dizer que não existe nada mais delicioso do que voar ao som de alguma música. Assim que você for superando esse medo você vai ver que é delicioso, é tão livre, Mari...
    Pode confiar nos seus pés, o nosso corpo sabe o que fazer quando nós deixamos a alma comandar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. To torcendo por você :3
    quando você tiver um tempinho deveria gravar um vídeo fazendo alguns passos de ballet!
    Quando eu era pequena fiz vários anos de ballet clássico, mas tive que parar quando ia entrar na ponta. Depois disso, fiz sapateado americano, sapateado irlandês e jazz :) Sou apaixonada por dança, e o ballet é uma - arrisco a dizer que é a maior - das formas mais belas de expressão corporal que existe. No post passado você disse que quando começou tinha receio de ser muito velha pro ballet. Bom, nunca é tarde pra se fazer o que gosta!
    Quando você tiver um tempinho veja o filme Ballet Shoes, com a emma watson. é um dos meus preferidos, muito encantador mesmo :} Tenho certeza que vai se identificar com a Posy Fossil ^^

    Beijos,
    Maru

    ResponderExcluir
  3. É sempre bom quando decidimos enfrentar nossos medos.
    Desejo que você enfrente esse e saia vitoriosa!
    Beijos ^_^

    ResponderExcluir
  4. Que lindo,na minha vida falta saltos de coragem, Obg Mari *_*

    ResponderExcluir
  5. Menina! Tu já tá no pas de chat? O q tu achou do pas de burré? E já aprendeu o pas de vasque? E o pas de cheval? Ruim mesmo é dançar um pas de deux com todo mundo olhando... Ou então o pas de quatre do lago!!! Hein Hein!!! Brincadeirinhas a parte fui, sou bailarina e estou aqui me derrentendo com os seus textos sempre lindos sobre o assunto tá? Seu olhar das coisas é mágico d+++!
    Bjus,
    LeLe:)
    Blog: www.conselhosdamamy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Não desista....vá no seu ritimo. Lembre sempre q a coragem não é a ausência de medo... e vc é muito corajosa!
    xo

    ResponderExcluir
  7. Mari,
    nas minhas aulas estamos fazendo bastante saltos e é muito bom!
    sei como é ter medo de fazer muitas coisas, inclusive saltar, mas depois o prazer de realizar um pas de chat e outros saltos é maravilhoso!!
    ps. gatos são a melhor coisa do mundo!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari (: Acompanho seu canal no Youtube tem um tempinho já, e sempre que posso dou uma passadinha lá pra ver as novidades... Adorei saber que você dança Ballet, já que eu também sou bailarina! Danço desde os 7 anos (hoje tenho 18) e faço faculdade de Dança aqui em Manaus, minha cidade linda (: Quando eu era menor, também tinha um certo receio de fazer os grandes saltos, ou mesmo o pas de chat, por mais baixinho que fosse... Isso tudo porque eu sou alta e morria de medo de saltar muito e depois me machucar depois... Tanto que eu morria de medo de fazer piruetas na sapatilha de ponta, porque já caí uma vez... Mas enfim, claro que com o tempo esse medo bobo passou, e hoje eu giro e salto pra lá e pra cá feliz da vida! haha Então meu recado pra você é: dê tempo ao tempo, com certeza a alegria que você sente quando dança vai te contagiar tanto que você vai querer saltar igual uma doida, vai por mim haha Um beijo grande, boa sorte com o novo blog, tá tudo lindo aqui (:
    Qualquer coisa, meu twitter (não uso mais meu blog): @beatrizlarrat

    ResponderExcluir
  9. Lindo texto! Parabéns, Mari! Beijocas.

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que texto maravilhoso de se ler! Você escreve muito bem Mari (acredito que não seja novidade devido a sua faculdade) mas seu texto é muito bom de ler! Tenho a sensação de sair daqui e ir para um outro mundo. Seu mundo!
    Estou começando no ballet Mari, e até deixei um recadinho pra vc num post mais novo, pedindo pra vc mostrar a barra do seu quarto, se possível.

    Mas é isso aí. Jamais desista! Tudo que se tem paixão, tem coragem! Vc vai conseguir!!! Acredite em vc!

    Super beijo e escreva mais sobre ballet é muito bom de ler!

    ResponderExcluir
  11. E por falar em coragem, como vc não tem coragem de um simples salto, se foi você quem me encorajou a seguir meu sonho de dançar ballet?
    Se você conseguiu dar coragem p/ uma pessoa que nem conhece, o pas de chat pra vc será fácil, acredite!

    Depois nos conte! bjs!

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 - marianasantarem.com.br - Todos os direitos reservados. LAYOUT E ILUSTRAÇÃO POR KÊNIA LOPES. PROGRAMAÇÃO POR SUGAR DANCE.